O mercado de Robôs de Serviço

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Os robôs industriais existem na manufatura desde os anos 70 e podem, hoje em dia, ser encontrados em muitas indústrias ao redor do planeta. A arquitetura típica de um robô é bem conhecida: braço mecânico com diferentes graus de liberdade e um sistema de garras ou atuadores. Os maiores usuários desse tipo de robótica são as indústrias automotivas e eletrônica, seguidas pelas de metal, químicos, plásticos e do setor alimentício. Os fabricantes de robôs, no entanto, atendem dois mercados: o setor industrial e o setor de serviços. A palavra “robô” é facilmente utilizada para atender os dois cenários, mas entenda que os mercados são distintos e possuem trajetórias diferentes.

O mercado de robôs de serviços começou a decolar apenas nos últimos anos. Apesar de também servirem o mercado industrial, a aplicação destes robôs tem maior notoriedade fora do ambiente de manufatura, ajudando pessoas ao invés de substituí-las. A maioria deles é concebido com uso de rodas e não possui estrutura para fazer tarefas pesadas como as existentes na indústria. Veja alguns exemplos desse tipo de robô:

 


Robô Keylo usado para recepcionar a auxliar clientes, pacientes e visitantes. Fonte: https://www.generationrobots.com/


ZoraBots: Robô de entretenimento programável, responde em várias linguas e pode ser usado para inúmeras tarefas. Fonte: https://www.robotshop.com/

Robôs quicktron no armazém da Aliababa que auxiliam
no processamento de pedidos. Fonte: Shutterstock
Robô de inspeção com sistema de áudio, vídeo e laser.
Fonte: https://www.robotshop.com/

A ideia de ter um robô autônomo manipulando produtos em prateleiras de armazéns já não é mais uma tarefa do futuro. Essa já é a realidade em algumas empresas como Amazon e seus robôs Kiva, bem como na Alibaba e seus robôs Quicktron. De acordo com a Deloitte, a expectativa é que o mercado de robôs em geral alcance a marca de 1 milhão de unidades vendidas em 2020, com aproximadamente 50% delas em robôs de serviço, que irão gerar mais de 16 bilhões de dólares em receita[1]. Se as previsões estiverem corretas, esse nicho de robôs de serviço irá superar em quantidade e em receita o mercado de robôs industriais já em 2021. Nem por isso o setor de robôs industriais deixará de crescer. Espera-se também um crescimento de quase 10% em vendas de robôs industriais, atingindo uma receita de 18 bilhões de dólares em 2020.


Fonte: IFR press conference 2019.

O setor de logística é o que mais se destaca entre as áreas de consumo. O crescimento das vendas foi de 60% entre 2018 e 2019, repetindo o feito nesse ano [2]. A maior parte desses robôs é instalada em armazéns, hospitais e dentro de indústrias para transporte de material. Um dos motivos que explicam esse crescimento é o boom do e-commerce, elevando a demanda por produtos. A possibilidade de fazer compras online e a alta abrangência da tecnologia fez o mercado de varejo expandir rapidamente. Da mesma maneira, a tecnologia embarcada em robôs também melhorou, permitindo elevar a eficiência no processo. Os robôs não precisam mais seguir linhas pré-definidas no chão. Através de sensores, mapas e algoritmos, os robôs conseguem fazer a melhor rota, evitando obstáculos e combinando ações com novas informações do processo.


Fonte: IFR press conference 2019.

Por que só agora?

A taxa de crescimento das vendas de robôs de serviço foi surpreendente nos últimos 5 anos, dobrando a quantidade entre 2015 e 2016 e mantendo-se acima de 10% até os dias atuais. No entanto, o atingimento dessa marca pode estar relacionado ao baixo número de robôs comercializados, de forma que a taxa tenha aumentado facilmente com pouco número de novas vendas. O que proporcionou o crescimento desse tipo de robôs nesses últimos anos foram as novas tecnologias, que permitiram a redução de custos em eletrônica, maior poder computacional e novos frameworks de aprendizado. O rápido avanço das ferramentas de desenvolvimento e da infraestrutura de rede estão permitindo que esse crescimento se acentue, de acordo com dados apresentados pela Deloitte. Nesse contexto, existem duas tecnologias que vão alavancar ainda mais o mercado de robôs de serviços: chips dedicados para trabalhar na borda com técnicas de inteligência artificial e redes Wi-Fi 6.0 (802.11ax) e 5G, para melhorar a conectividade da infraestrutura de rede.

Por trabalhem com baterias, os robôs muitas vezes têm seu poder de processamento limitado para ficarem mais tempo em operação. A chegada de chips dedicados para IA (Inteligência Artificial) abre um leque de possibilidades, pois permite que técnicas de visão computacional e aprendizado de máquina sejam executadas localmente e em tempo real. Garantir conectividade com baixa latência e alta confiabilidade da rede é essencial para esses robôs móveis. A rede 5G garante que vários problemas de infraestrutura atuais sejam resolvidos como a baixa abrangência da rede (Wi-Fi), alta latência da rede 4G (10~50ms) e baixa densidade de conexões por área. A latência de rede esperada para o 5G é abaixo de 1 milisegundo, além de disponibilidade de 99.99% do tempo. Em outras palavras, o 5G permitirá muitas conexões, respostas em tempo real, qualidade e confiabilidade.

 

O Futuro promissor para os robôs

O mercado de robôs de serviços está apenas no começo. O dinamismo desse setor representado pelo forte crescimento nos últimos anos vai continuar através das inovações tecnológicas que virão. Os avanços que estão sendo implantados pelo 5G e chips de IA permitirão uma nova geração de robôs inteligentes e capazes de auxiliar em tomadas de decisão. Os líderes de empresas precisam entender esse mercado e avaliar o cenário atual, analisando quando os robôs de serviços servirão como ferramentas para o trabalho.

 

Veja mais
Liselene Borges

Gadgets na Saúde

Há pouco tempo atrás, li uma matéria sobre um estudante de 13 anos foi “salvo” graças a um aviso de seu relógio inteligente, feito a
Leia mais »
Campinas / SP - Brasil

Estrada Giuseppina Vianelli di Napolli, nº 1.185
Condomínio GlobalTech Campinas
Polo II de Alta Tecnologia
CEP 13086-530 – Campinas – SP
+55 (19) 3755-8600

+55 (19) 3755-8600
contato@venturus.org.br

Bitnami