Como se tornar dev front-end para web | Venturus

Como se tornar dev front-end para web

Quem trabalha como dev front-end é responsável por desenvolver tudo aquilo que será processado no client-side, ou seja, no dispositivo do próprio usuário (computador, celular, tablet, etc).

Isso pode até parecer algo muito distante, mas todo o visual desse blog, assim como dos websites que você navega, foram programados por uma desenvolvedora ou desenvolvedor front-end. Interessante, né?

Sendo assim, o front-end diz respeito a todos os códigos que o navegador processa do lado do usuário. Ou seja: são todos os elementos em um website que podem ser vistos por quem está navegando, desde a configuração de uma interface até um formulário que precisa ser preenchido para baixar um guia.

Se você se interessa pela carreira de dev front-end e não sabe muito bem por onde começar, listamos abaixo os principais assuntos que você precisa estudar para impulsionar o início da sua carreira nessa área da tecnologia.

 

1. Lógica de programação e Algoritmos

Para seguir carreira como pessoa desenvolvedora, a lógica de programação sempre vem como o primeiro passo, junto dos algoritmos. O principal motivo disso é que, ao entendê-los, você terá muito mais facilidade para aprender novas linguagens, afinal, basicamente todas as linguagens modernas seguem o mesmo princípio de estrutura de dados.

Por ser bem teórico, esse aprendizado pode parecer um pouco monótono no começo, mas você vai ver que a longo prazo vale a pena, pois são estes primeiros passos que irão ajudar você a implementar soluções e resolver problemas no dia a dia.

Onde estudar lógica de programação: Udemy, Alura.

 

2. HTML, CSS e JavaScript

Se existem três linguagens de programação que podemos afirmar ser a base do trabalho de um(a) dev front-end são o HTML, o CSS e o JavaScript.

O HTML, de certa forma, constrói a base do visual de um site, enquanto o CSS é uma linguagem focada na estilização de elementos de maneira padronizada. O JavaScript, por sua vez, se comunica com o back-end e é responsável por fazer determinadas ações pré-programadas acontecerem quando o usuário interage com alguns itens.

É bastante coisa, né? Porém, o importante mesmo é dar os primeiros passos e começar pelo básico de cada uma. Aos poucos, você irá perceber que cada uma dessas linguagens tem seus próprios padrões e, a partir deles, você terá muito mais facilidade para encarar os conceitos avançados de cada uma.

Uma dica de ouro aqui: Foque em aprender bem estes três primeiro e só depois avance para usar um framework/biblioteca. Com uma base sólida de conhecimento nestes três pontos, será muito mais fácil usar e entender os frameworks e bibliotecas do front-end.

Onde estudar HTML básico: LinkedIn, W3Schools (em inglês), MDN Web Docs (em inglês).

Onde estudar CSS básico: LinkedIn, DevMedia, W3Schools (em inglês).

Onde estudar JavaScript básico: LinkedIn, Udemy, MDN Web Docs (em inglês).

 

3. Frameworks & Bibliotecas

Na vida de um(a) dev front-end, os frameworks não são fundamentais para tirar um site do papel. No entanto, saber como alguns deles funcionam é muito importante. O principal motivo disso é que, como essas plataformas podem agilizar o desenvolvimento de sites e sistemas, muitas empresas acabam usando elas no dia a dia.

Existem diversos frameworks e bibliotecas (também conhecidas como “libs”) para facilitar e padronizar a criação da estrutura base de sites e sistemas. Atualmente, as mais famosas são: React, Angular e Vue.js.

Existem também diversas bibliotecas que fornecem componentes prontos (botões, tabelas, loadings etc.) para usar nos projetos, permitindo que o(a) desenvolvedor(a) possa focar mais nas regras de negócio da aplicação e menos na criação e estilização de cada componente. As mais famosas são: Ant Design (para React), Angular Material (mais usada em projetos desenvolvidos com Angular), Vue Material Kit (para projetos com Vue.js).

Outras bibliotecas muito interessantes e que podem ser muito úteis para quem está começando no mundo front-end são: Bootstrap & jQuery. Estas são mais usadas na criação de sites mais simples, como sites institucionais, por exemplo.

Onde estudar React: Alura, Udemy.

Onde estudar Angular: DevMedia, Alura, Udemy, Pluralsight (em inglês).

Onde estudar Vue.JS: Udemy, COD3R, Treinamento Vue.JS Brasil.

Além dos cursos que comentamos por aqui, vale a pena conferir vídeos no YouTube feitos por especialistas em cada um desses assuntos. E, se você conhecer algum(a) dev front-end, você pode convidar essa pessoa para bater um papo e apresentar um pouco mais do dia a dia dele(a).

 

Vem ser dev front-end

 

Não esqueça: quando você estiver começando a sua carreira como dev front-end, inscreva-se para ativar o nosso alerta de vagas. 💜

Veja mais

Entre em contato

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.