A real Transformação Digital

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Assim como a Revolução Industrial marcou a história da humanidade iniciando um processo de profundas transformações socioeconômicas, a Transformação Digital marcará o início de um novo ciclo de mudanças.

A Transformação Digital, muito discutida atualmente, é mais do que a adoção de novas tecnologias em negócios — ela é compreendida como a integração de tecnologias digitais em todas as áreas do negócio, permitindo a exploração de novos potenciais de crescimento, otimização e inovação. É chamada de transformação pois é uma forma estratégica de se pensar a respeito da informação: não somente como um warehouse (depósito), mas como potencial de geração de valor que pode transformar processos operacionais, produtos, serviços ou, até mesmo, o modelo de negócio de uma empresa.

A Transformação Digital se tornou possível graças a uma conjunção de fatores:

  • Disponibilidade de dados: volumes gigantescos de dados são acumulados, devido não somente ao aumento da capacidade de armazenamento de dados, como às tecnologias de instrumentação e coleta (sensores, câmeras, microfones, leitores de biometria etc.);
  • Capacidade de processamento computacional: a capacidade de processamento de computadores foi desenvolvida ao ritmo de evolução de processadores previsto pela Lei de Moore (com o poder computacional dobrando a cada 18 meses) e, recentemente, foi expandida com a disponibilização de serviços na nuvem e a utilização de GPU’s (Graphics Processing Units ou Unidades de Processamento Gráfico), que processam grandes quantidades de dados em paralelo;
  • Análise de dados: novas ferramentas de análise permitem inferir padrões e identificar relações entre variáveis (análise descritiva). A Inteligência Artificial e algoritmos de aprendizado de máquina aprendem a partir dos dados, identificando similaridades e fazendo previsões (análise preditiva).

Esses três ingredientes em sinergia abriram o caminho para a Transformação Digital. O grande volume de dados acumulados nos últimos anos e o aumento em escala da capacidade de processamento favoreceram o avanço das pesquisas em Inteligência Artificial, em particular do aprendizado de máquina usando redes neurais, viabilizando a performance necessária para obter resultados satisfatórios em aplicações do tipo: reconhecimento de voz, processamento de imagens, tradução, marketing online, classificação de sentimentos etc.

Como acontece a Transformação Digital

Grandes transformações não acontecem da noite para o dia — tipicamente, elas ocorrem ao decorrer de um longo período, dividido em várias fases progressivamente mais sofisticadas. Na prática, a Transformação Digital pode ser vista como um exemplo do processo típico de inovação e design: iterativo, cíclico e contínuo.

Dentro da Transformação Digital, uma oportunidade de melhoria é definida pela proposta de solução para um problema real do negócio, que pode ser tanto uma melhoria da experiência dos clientes quanto uma resposta a um problema interno da organização, e pelas métricas utilizadas para avaliar o impacto dessa solução.

A partir de um portfólio de oportunidades, para que o ponto de partida para o ciclo de transformação seja identificado, devem ser priorizadas as oportunidades cujos pré-requisitos estão disponíveis ou mais fáceis de serem acessados, especialmente os dados — o que inclui a sua aquisição, pré-processamento e integração.

Outro aspecto importante é a harmonia entre essa oportunidade e a estrutura da organização. Todas as partes envolvidas devem estar comprometidas e engajadas em relação ao fluxo de trabalho e tomada de decisões.

Uma vez selecionada uma oportunidade de melhoria, um processo de análise leva à especificação de uma solução (ou experimento). Essa solução ou um protótipo é, então, implementada e testada. A partir de métricas, o resultado indica a próxima iteração da solução corrente ou a transição para novas oportunidades, iniciando o próximo ciclo de transformação.

Com base nos resultados das etapas anteriores, cada nova iteração oferece uma oportunidade de aprendizado a respeito dos clientes, processos internos ou do próprio negócio, resultando em melhores produtos e serviços, aprimorando práticas e redefinindo estratégias.

A Transformação Digital nas organizações

Organizações são capazes de gerar, coletar e armazenar uma grande quantidade de dados, tanto sobre seus processos de produção como de operações internas e externas. A essa grande massa de dados, somam-se dados de terceiros e dados obtidos através de fusões ou aquisições de empresas. Assim, o uso da Inteligência Artificial pode oferecer à empresa uma oportunidade de se diferenciar e defender seus negócios.

Entretanto, vale ressaltar que o uso de dados suscita questões éticas que devem ser tratadas adequadamente. Espera-se que novas regulamentações sejam criadas nos próximos anos. Em cada caso, aspectos relevantes precisam ser abordados, como por exemplo: privacidade, qualidade dos dados, integração, ética e possibilidade de viés no modelo preditivo.

Além do portfólio de oportunidades, dos dados e da tecnologia, pessoas são igualmente importantes para o sucesso da Transformação Digital. A insegurança e a resistência natural a mudanças podem se tornar obstáculos significativos às transformações, uma vez que podem alterar o modo de interação, suas atividades e impactar a demanda de trabalho.

A Transformação Digital altera processos e a maneira como as coisas são feitas. Em alguns casos, ela requer uma reorganização interna e um entendimento profundo do negócio e das necessidades da organização e seus clientes. O capital humano e uma cultura de engajamento facilitam a quebra de barreiras e possibilitam o sucesso da implantação.

Esse processo é mais natural quando a organização tem uma cultura que favorece o aprendizado e a experimentação. Assim, os colaboradores estarão mais preparados e seguros para uma adaptação menos traumática.

Apesar de ser centralizada em dados e relacionada ao uso de ferramentas digitais, a Transformação Digital é norteada por um esforço contínuo de geração de valor, não pela tecnologia em si. A dinâmica de construir os primeiros projetos suscita novas ideias, dando continuidade ao movimento de transformação e impulsionando o ciclo iterativo da Transformação Digital.

 

Conclusão

Por se tratar de um tipo de inovação que ocorre no nível da organização, através da Transformação Digital, uma empresa pode definir um novo nicho de mercado e inovar de forma incremental ou até mesmo redefinir a natureza do negócio, sua missão, visão, valores.

Vários fatores podem impulsionar a Transformação Digital em uma organização, como: melhorias na experiência dos clientes; oportunidades e demandas em novos mercados; pressão competitiva; adequação a regulamentação; investimento pró-ativo para resistir à disrupção; queda de performance nos negócios; e, internamente, podemos citar a evolução no comportamento e preferências dos colaboradores.

Diante do cenário atual — com a recém-chegada pandemia causada pelo novo coronavírus — a demanda por novos modelos de operação, novos serviços e experiências tem acelerado. Empresas que conseguirem perceber oportunidades dentro desse horizonte e responderem de forma rápida sairão na frente. Portanto, a estratégia de sucesso é estar apto a experimentar e aprender rapidamente. Nesse universo de possibilidades, os gargalos são a gestão, recursos humanos para implementação e a criatividade.

Como as revoluções tecnológicas anteriores, a Transformação Digital será um marco divisório de grandes mudanças na economia mundial. Ela terá impactos significativos no trabalho e na sociedade como um todo. Novas oportunidades serão criadas, mas muitos postos de trabalho serão extintos. Desafios devem ser encarados e trabalhados de forma a atenuar efeitos indesejados, previsíveis ou não.

Assim, a Transformação Digital pode acontecer de diversas formas. Vários setores têm se beneficiado dela. Praticamente qualquer indústria pode tirar vantagens do aprendizado a partir de dados para transformar seus processos e negócios. O fato é que, diante dessa realidade, repensar a empresa à luz desse processo de inovação pode ser condição para que um negócio sobreviva.

Veja mais
Campinas / SP - Brasil

Estrada Giuseppina Vianelli di Napolli, nº 1.185
Condomínio GlobalTech Campinas
Polo II de Alta Tecnologia
CEP 13086-530 – Campinas – SP
+55 (19) 3755-8600

+55 (19) 3755-8600
contato@venturus.org.br

Bitnami